Um novo jeito, ou dois, de navegar a web

AddThis Social Bookmark Button
“Navegar é preciso. Viver não é preciso”
-- Fernando Pessoa

Quem nunca viu mensagens como esta: ‘melhor visto no browser tal’? Anos atrás era bastante comum. Vêm de uma época de incertezas em que ninguém sabia qual seria o navegador a dominar a rede. Cada webdesigner escolhia o seu ou fazia sites com versões para cada navegador.

A temperatura do debate ficou tão alta que até aqui no Brasil parecia relevante. Ouvi discursos inflamados contra e a favor deste e daquele programa.

Depois de um tempo acabou. Bill Gates tornou o IE grátis e manobrou tão bem que quando a corte americana foi julgar, era tarde demais e a questão já havia terminado. E claro, ele tinha vencido. O navegador Netscape foi relegado ao esquecimento e a empresa ao segundo plano do mercado.

Mas ela não ficaria assim por muito tempo...

A beleza da Internet é que a rede é dinâmica. E pode ser vingativa. O troco vem aí e aponta que a tão propalada guerra dos browsers foi apenas uma batalha.

A próxima geração de navegadores da Microsoft, o IE 7, assim como o Windows Vista - nova versão do sistema operacional – teve seu lançamento adiado novamente e continua em beta teste, fechando os remendos de segurança, causadores do adiamento.

É por isso que se diz que a forma mais segura de navegar na Internet e manusear emails é abandonando totalmente o IE e Outlook Express...

Mas como fazer isso se não existem alternativas para quem usa Windows?

Claro que há. Venho usando dois deles nos últimos meses e quero compartilhar com você algumas minhas observações sobre o Opera (www.opera.com ) e Mozilla Firefox. (www.mozilla.org ) e sugerir que os use e decida por si só.

Navegando por controle remoto

Ambos podem ser baixados e instalados em português e contam com cliente de email. O ponto forte é o conceito de abas, que até o IE 7 aderiu. Você abre diversas páginas numa mesma janela e clica nas abas para ir de uma a outra.

É Muito mais fácil navegar em fóruns, comparar sites e realizar tarefas de webmaster. Os dois programas facilitam a personalização de barras de links com seus recursos de marcadores (favoritos). Desta forma você tem acesso rápido aos endereços que mais freqüenta.

Outro recurso interessante é a barra de busca. Uma caixa de texto que você preenche e já vai direto para a busca no seu buscador predileto. É como se você tivesse o site de busca sempre aberto. E você pode escolher qual o buscador a ser usado.

O Opera vem recursos de voz. Ele pode ler o texto da página que você está e também obedece a comandos de voz. Pena que só fale inglês. Tentei encontrar algo em português, mas não achei nada. Taí uma oportunidade para alguém que se interesse.

Gostei dos dois que são expansíveis, rápidos e fáceis de usar. Praticamente abandonei o IE. Nada contra, só estou cansado de tanta fragilidade nas questões de segurança. Alias, isso que me leva a crer que existe mesmo uma possibilidade de mudança deste mercado.

Buscar a simplicidade para poder ter um site igual em todo canto é uma das missões do webdesigner moderno. Vale a pena instalar estes programas e comparar seu site para ver as diferenças.

Email seguro

A abordagem de email de cada um dos navegadores é distinta.

A interface de email do Opera usa a mesma janela do navegador. Basta clicar na borda esquerda e ele abre, sendo bem fácil de configurar e usar.

Mozzila Thunderbird é nome do software que cuida do email para o Firefox e deve ser baixado em separado. Também é fácil de usar e ao mesmo tempo, bastante poderoso. Ele vai importar todos os dados ou apenas as contas do seu programa de email atual o que facilita a migração.

Ainda não me decidi com qual vou ficar, mas tanto faz, já que são bastante seguros. Quando você recebe uma mensagem suspeita eles avisam e não permitem que conteúdo malicioso seja executado.

Expandindo

Tanto Firefox como Opera incentivam a expansão com sites, ferramentas e recursos dedicados a desenvolvedores, abrindo uma janela de oportunidades.

De um lado, o Opera traz o conceito de widgets: aplicativos criados como páginas html no editor de notas e que rodam como aplicativos de desktop. Considerando que ele é feito para rodar em celulares também, esta é ainda outra chance de lucro para mentes criativas. (http://my.opera.com/community/dev)

Do outro, no site Mozzila.org você encontrará uma seção completa para aprender a criar acessórios para seus programas com todo código fonte disponível.

Acho que você já deve estar com água na boca para experimentar estas novidades, então não vou te segurar. O Firefox em português você pega aqui: http://br.mozdev.org/ e o Opera aqui: http://www.opera.com/download/index.dml?opsys=Windows&lng=pt&ver=8.50&platform=Windows&local=y

Espero que você goste da experiência e fico aguardando seus comentários.

Copyright © 2006, Renato Fridschtein. Todos os direitos reservados.